top of page

Reunião com GT de Transição de “Ciência, Tecnologia e Inovação”

Atualizado: 14 de dez. de 2022



No dia 1o de dezembro de 2022*, representantes da ANPE foram recebidos por representantes do GT de Ciência, Tecnologia e Inovação para apresentar o documento enviado e discutir seus principais tópicos. Alexandre Navarro (coordenador do GT) abriu a reunião e passou a palavra ao Presidente da ANPE, Eduardo Formighieri, que agradeceu a oportunidade à ANPE e destacou as principais sugestões dos Pesquisadores, como recomposição orçamentária; reajuste de bolsas; recomposição do quadro da Embrapa e de outras instituições de pesquisa; reativação do convênio CAPES-Embrapa e a participação de representantes da Embrapa em Comitês relacionados a fomento e formação de recursos humanos em Agropecuária.


Foi dado destaque a questões como: retirar o orçamento de PD do teto de gastos; recomposição dos fundos FNDCT; defasagem de valor de bolsas de cerca de 10 anos levando a perda de talentos; recomposição do quadro para repor equipes e para cobrir novas áreas; renovação do pensamento em PD - por ex., com maior participação de jovens pesquisadores na tomada de decisão; representantes da Embrapa em Comitês de FINEP, CAPES, CNPq etc.


A colega Mariangela Hungria, remotamente, complementou as informações e deu diversos exemplos, reforçando, por ex., a falta de representatividade da Embrapa na governança de CT&I no país, a necessidade urgente de mais autonomia para as unidades de Pesquisa e necessidade de adaptação das métricas de avaliação de fomento, considerando as grandes e muitas diferenças entre regiões, biomas, temas etc.


Alexandre Navarro informou que a maioria dos pontos já se encontra na pauta em discussão, que será recomendado aumento dos valores de orçamento de PD (custeio e infraestrutura) e de bolsas do CNPq (e provavelmente de outras também), e destacou o papel importante da Embrapa ao produzir tecnologia embarcada no Agronegócio, possibilitando aumento do valor agregado, sendo algo que precisa ser continuado e reforçado. Destacou também a necessidade de autonomia das unidades de PD da Embrapa, e falou sobre uma proposta em discussão interna relativa a uma subsecretaria transversal na Amazônia. Solicitou ainda, que a ANPE formalize uma proposta inicial relativa a um sistema de avaliação alternativo, cobrindo as maiores diferenças de condições, para ser colocado em discussão.


A reunião foi finalizada com agradecimentos e o comprometimento de ambas as partes em manter a colaboração.


Acesse o documento na íntegra com a Indicação de pontos prioritários de atenção no âmbito da Embrapa e em suas relações:



*A reunião aconteceu na sede do Governo de Transição (CCBB em Brasília), a partir das 12h. Além dos citados, participaram da reunião virtualmente, pela ANPE, os colegas do CG ANPE Regina Quisen e Paulo Duarte, e presencialmente, os coordenadores do GT Ildeu de Castro Moreira e Leone Andrade, e os assessores Joelmo Oliveira e Elisa Volker.








Comentarios


bottom of page